(66) 3212-4700

PROJETO SOCIAL
Criança com paralisia cerebral ganha cirurgia ortopédica do Hospital 13 de Maio

A pequena Yasmin Silva Nunes, de quatro anos, foi contemplada com uma cirurgia ortopédica realizada por meio de um projeto social desenvolvido pelo Hospital 13 de Maio em parceria com seu corpo clínico.  A menina – que mora com os pais no Bairro Industrial – tinha uma deformidade chamada Pé Equino, uma das complicações da paralisa cerebral que ela sofreu durante o parto. Essa condição limita o movimento de flexão da articulação do tornozelo e, por isso, Yasmim – que só engatinhava – iria caminhar com as pontas dos pés. A cirurgia foi realizada na semana passada. Com uma hora de duração, o procedimento para correção do músculo da panturrilha das duas pernas foi conduzido pelos ortopedistas Dr. Thiago D’Angelis Ferreira e Dr. Reinaldo Turra de Ávila com a participação do anestesiologista Dr. Igor Haddad e apoio do instrumentador Marcilon e dos circulantes Francisco Rayanne e Suzi. Conforme o Dr. Reinaldo, a criança ficará com as pernas engessadas por 30 dias. Após esse período, deverá passar por sessões fisioterapia. “Essa alteração neurológica que ela tem torna a fisioterapia indispensável para que consiga andar com pés plantígrados (sobre a planta dos pés)”, explicou. PROJETO SOCIAL – A iniciativa do hospital de ofertar procedimentos cirúrgicos a crianças e adolescentes carentes foi elogiada pelos médicos. “É uma iniciativa muito positiva do H13 que beneficia pacientes que não têm condições financeiras para arcar com esse tipo de serviço e um acréscimo para a comunidade de Sorriso e região”, frisou Dr. Reinaldo. Para o Dr. Igor, “é muito recompensador para nós fazermos essa ação e mais uma vez a direção está de parabéns pela iniciativa que beneficia o paciente, o profissional e a instituição”. A diretora do H13, Eliane Frescura, destacou a importância do projeto. “É uma bonita ação de responsabilidade social que vem beneficiando muitas famílias porque conta com o envolvimento de todos. Com isso, estamos promovendo o bem estar de quem sofre com a falta de acesso aos serviços básicos, como a saúde”, finalizou.

Share This