(66) 3212-4700

Uma paciente de 35 anos – que sofria com uma malformação que impede a pessoa de se alimentar corretamente conhecida como atresia do esôfago – acaba de ganhar uma nova vida.

A mulher, que nasceu sem esôfago (conduto que conduz o alimento até o estômago), precisou refazer um procedimento cirúrgico realizado há alguns anos para corrigir o defeito. O canal havia se estreitado e ela já não conseguia se alimentar pela boca.
Na última sexta-feira (16), os cirurgiões do aparelho digestivo Dr. Richard Ricachenevsky Gursky, que reside em Porto Alegre (RS), Dr. Rodrigo Cruz e Dr. Élio Jaskulski reconstruíram parte do intestino da paciente numa cirurgia que durou cerca de quatro horas. “Foi uma intervenção muito delicada que exigiu bastante da equipe, pois tivemos que fazer nova interposição e reconstrução do trânsito alimentar. Felizmente a cirurgia foi realizada com sucesso sem nenhum tipo de intercorrência”, frisou o Dr. Élio.
Também fizeram parte da equipe o Dr. Ulisses Pedrosa (anestesiologista), Francieli Souza (coordenadora de enfermagem do centro cirúrgico), Fabiele Souza (instrumentadora) e as circulantes Elisangela Morais e Jucélia Meneses.
A paciente – que agora se alimenta normalmente – já recebeu alta hospitalar.

Ângela Gimenez

Ângela Gimenez

Jornalista

Ângela é formada em jornalismo, atua como assessora de imprensa para órgãos públicos e privados. Também é cerimonialista e apresentadora de TV. Atualmente apresenta o Programa Evidência, na Record TV, em Sorriso.

Share This